fbpx

Indicadores na Gestão de Obra: por que eles são tão importantes?

Tudo que faz parte da construção civil possui uma dimensão muito grande. Por isso, os gestores precisam tomar muito cuidado para possibilitar a construção de um bom planejamento e ter o controle de gestão de alta performance.

Porém, para conseguir dimensionar tudo isso, serão necessários indicadores na gestão de obra, certo?!

A indústria da construção civil conta cada vez mais com diversas tecnologias, isso é evidente. Mas ainda assim, o setor é movido por pessoas, a partir de uma mão de obra muito manual e complexa.

Desse modo, a existência de variáveis na execução de diferentes profissionais é inevitável. Isso sem contar os imprevistos e falhas que podem afetar o planejamento.

Por isso, o controle da própria mão de obra, assim como dos fornecedores, orçamentos e cronogramas são essenciais para o sucesso de um projeto. Mas gerenciar e controlar isso tudo não é uma tarefa fácil. Sendo assim, uma forma de entender melhor o projeto é o monitoramento a partir de métricas.

Neste texto você confere:

Os KPIs da construção civil
Gestão de obra ou gestão de empresa?
Descentralização planejada da gestão é importante para obter indicadores na gestão de obra
Como se desenvolve o desempenho de alta performance?
4 aspectos importantes de indicadores na gestão de obra

Os KPIs da construção civil

Key Performance Indicators (KPIs), ou indicadores-chaves de desempenho é o nome dado a necessidade de encontrar métricas de performances, ou seja, a forma de medir algum aspecto do seu negócio. Assim, torna-se muito mais fácil determinar se as coisas estão fluindo como planejado.

Dessa maneira, você pode evitar desde pequenas falhas até grandes problemas. Mas como escolher essa métrica?

Se você gerencia um projeto na construção civil, você precisa saber o que precisa ser medido a fim de evitar frustrações no futuro. Uma KPI não serve necessariamente para qualquer projeto. Isso será determinado a partir da identificação de qual análise é uma necessidade para cada caso.

Para conseguir determinar essa chave com maior facilidade, você pode responder às seguintes perguntas:

Qual será o indicador?
Qual é o objetivo da análise?
Como será o procedimento para colher os dados?
Tem uma fórmula padrão do cálculo?
Com qual periodicidade deve ser realizado?
Quem será o responsável por essa análise?

Após responder essas questões, basta inserir os KPIs organicamente no processo para auxiliar na tomada de decisão do gestor da área. Assim, além de agilizar e otimizar essas escolhas, você saberá quais aspectos devem ser abordados em diálogo com os colaboradores.

Dessa maneira, você pode ter benefícios como aumento de obras executadas, gerenciadas e monitoradas, tudo isso seguindo uma gestão de alta performance. Ou seja, monitorar aspectos chave é essencial para o crescimento do seu negócio.

Diferenciar gestão de obra de gestão de empresas

Mas antes de monitorar tudo isso, existem questões básicas que precisam ser compreendidas e que muitas vezes passam despercebidas. Um exemplo disso é a diferenciação das gestões dentro de uma incorporadora ou construtora.

Porque é comum que as pessoas confundam a gestão de obra com a gestão da empresa como um todo. Porém, a gestão de obra é só um aspecto, muitíssimo importante, para o funcionamento da construtora.

Além da gestão de obra, a empresa precisa cuidar de toda a parte empresarial do negócio. Isso inclui o gerenciamento de marketing, contabilidade, pessoas e outros que variam de acordo com cada empresa.

Todas essas gestões precisam de indicadores específicos para serem monitorados, inclusive precisam existir indicadores na gestão de obra. Por isso, estabeleça esses números que devem ser acompanhados pelos gestores a fim de controlar as atividades no canteiro de obras.

Descentralização planejada da gestão é importante para obter indicadores na gestão de obra

É quase impossível para o gestor de obra ter controle de tudo que acontece no canteiro. Dessa maneira, um caminho para conseguir os resultados desejados é descentralizar a gestão.

Ou seja, quem gerencia o projeto deve planejar e estruturar a coordenação da obra contando com o auxílio de outros colaboradores.

Para conseguir que isso seja feito de maneira efetiva, a gestão precisa apostar no treinamento desses colaboradores. Além disso, deve existir um cuidado ao escolher os líderes e todo o processo de estruturação.

Assim, as atividades precisam ser detalhadas, os objetivos alinhados e as rotinas operacionais também precisam ser estabelecidas em reuniões.

Com mais pessoas controlando a obra torna-se muito mais fácil estabelecer e entender os indicadores da atividade do canteiro de obras. Até para entender como fazer essa descentralização, os indicadores são importantes.

Como se desenvolve o desempenho de alta performance?

Para alcançar performance com qualidade os indicadores também são essenciais. Isso porque quando você identifica os resultados e consegue mensurá-los, as chances de promover as melhorias de cada colaborador é muito maior.

Claro que para isso não basta os indicadores, precisa existir metas, a partir de um planejamento e de um cronograma bem elaborados. Assim, o controle dos resultados acontece de maneira natural.

Desse modo, tendo domínio do projeto e sabendo o que pretende-se alcançar, os gestores conseguem determinar os indicadores potencializando os aspectos positivos de cada um dos colaboradores do time que passa a trabalhar focado em melhorar a sua atuação.

4 aspectos importantes de indicadores na gestão de obra

A partir do que foi falado ao longo do texto, entende-se que os indicadores na gestão de obra são essenciais para melhorar seus resultados. No entanto, para colocar isso em prática no planejamento da empresa é importante estar atento a 4 pilares e indicadores.

  • Prazo: importante para medir o avanço físico da obra, a partir do percentual de planos cumpridos, que ajuda a avaliar e monitorar a execução do projeto de acordo com as metas;
  • Custo: para entender se o que está sendo gasto segue de acordo com o orçamento, o índice de desvio de custo é um KPI importante para medir o desempenho financeiro/econômico do projeto;
  • Qualidade: apesar de não ser tão exato, medir a qualidade do serviço é essencial. Para isso, busque entender o índice de satisfação do cliente e conferir o preenchimento das fichas de verificação de serviço, por exemplo;
  • Segurança: deve ser medida a partir do controle de taxa de acidentes, o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) e coletivo (EPC).

Além disso, é importante conferir se todos os profissionais realizaram os treinamentos necessários para colocar em prática as normas de segurança.

Atualmente a tecnologia pode auxiliar no controle de indicadores na gestão de obras, através de uma plataforma ERP, por exemplo. Para entender melhor sobre esse software entre em contato conosco aqui.

Deixe um comentário