fbpx

Descubra o que é Lean Construction e como aplicar a construção enxuta na prática

Você tem notado muito desperdício, problema com o prazo de entrega ou estourou o orçamento das obras que está gerenciando? O Lean Construction pode ser uma ótima forma de resolver esses gaps, além de ser uma maneira de adotar medidas sustentáveis na sua empresa.

Mas se você ainda não sabe o que representa o conceito “Lean Construction”, ou quer entender melhor como aplicar essa proposta em suas obras. Então confira esse conteúdo até o final e descubra mais sobre essa metodologia de construção.

Com o objetivo de realizar uma construção mais enxuta do que a construção tradicional, a aplicação desse conceito na prática visa um resultado final mais eficiente e com maior valor agregado. Ou seja, a proposta vai muito além do que estabelecer metas e entregar uma demanda no prazo, como o que costuma ser feito na Indústria da Construção.

Neste texto você irá conferir os seguintes tópicos:

 

O conceito Lean e os princípios de uma gestão enxuta

Antes de entender o termo Lean Construction em si, é importante perpassar pelo conceito “Lean”, proposta que prioriza uma gestão enxuta em diversos setores de produção. 

O que é Lean?

O primeiro passo para entender o significado desse conceito é a compreensão do surgimento do termo Lean. Dessa forma, é importante retornar ao final da Segunda Guerra Mundial e ao cenário de fragilidade e falta de recursos do Japão. É justamente nesse contexto, que a Toyota cria um formato de sistema de produção que busca eliminar desperdícios e valorizar a matéria-prima com o intuito que elas sejam usadas com consciência.

Sendo assim, é importante destacar que esse é um método que nasceu na Indústria Automobilística. Conhecido como Sistema Toyota de Produção (STP), o modelo acabou servindo de base para a elaboração do modelo de Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing), que foi criado em 1990.

A partir desta concepção também se cria o Lean Thinking, ou pensamento enxuto, conceito divulgado no livro, “A máquina que mudou o mundo”, de James P. Womack e Daniel T. Jone. Com a popularização do livro, acaba que há uma maior disseminação dessa ideia. Assim, aumenta a busca por agregar valor ao produto, devido à redução dos desperdícios e o enfoque na padronização e qualidade dos processos.

5 princípios de uma gestão enxuta

Os autores Womack e Jone, citados acima, dividem a concepção da mentalidade enxuta em 5 princípios:

  1. Definição de valor do ponto de vista dos clientes, e não a partir da empresa;
  2. Mapeamento do fluxo de valor, princípio que tem como propósito eliminar as etapas que não geram valor; 
  3. Criação de um fluxo contínuo de produção, que ao dividir em etapas, ajusta os processos, promovendo a criação de equipes multifuncionais e oferecendo treinamento  nivelando a carga de trabalho;
  4. Seguindo o sistema just in time, esse princípio busca estabelecer um modelo de produção puxada para atender as necessidades específicas dos clientes. Dessa forma, há uma otimização do processo, o que evita o excesso de estoque;
  5. Busca pela melhoria contínua, a partir da implementação do método Lean em diversas áreas e processos da empresa, alcançando assim, resultados constantemente aperfeiçoados.

O método Lean na construção

Com a compreensão do método Lean de maneira geral, agora é hora de conhecer mais do Lean Construction.

A Indústria da Construção tem lidado cada vez mais com o gerenciamento de projetos complexos e desafiadores, tanto no que se refere às demandas quanto aos prazos. Ainda é preciso considerar outras questões do setor. Já que é preciso lidar diariamente com retrabalhos, desperdícios e problemas na comunicação, sobretudo, entre as diferentes áreas que fazem parte do processo.

Dessa forma, nada mais interessante para sanar essas questões do que um pensamento enxuto, capaz de reduzir os processos e facilitar a realização das demandas, não é mesmo?! 

A mentalidade enxuta para a construção civil foi apresentada, ainda no início da década de noventa, por Lauri Kosklea. Assim, o método foi adaptado para que a sua utilização fizesse sentido sendo aplicado no ambiente de canteiros de obras.

Portanto, o Lean Construction é resultado do Lean Thinking, ou pensamento enxuto, adaptado às particularidades do setor da Construção Civil. 

Ligada aos conceitos de TQM (Total Quality Management) e JIT (Just in Time), a proposta de uma construção enxuta, pode contar com métodos como o Kanban e o Kaizen, uma vez que eles possibilitam aumentar a produtividade das obras em diferentes processos, incluindo fundação, alvenaria, instalações e revestimento final.

Construção enxuta ou tradicional?

É comum surgir questionamentos que têm como intuito entender, especificamente, a diferença entre os dois modos de construção. No entanto, para compreender esse ponto, é necessário se atentar às diferenças na maneira em que cada conceito enxerga o processo.

A imagem mostra um modelo de processo de gestal tradicional em esquema
Modelo de produção tradicional

Se na forma tradicional optam por dividir o processo em subprocessos. No Lean Construction escolhemos uma outra divisão, já que o objetivo é separar as atividades que de fato agregam valor daquelas que não agregam. Sendo assim, as ações desnecessárias são eliminadas, só se mantendo no processo o que realmente é indispensável.

Ou seja, quando adotamos o pensamento enxuto, o foco principal é a eliminação de qualquer desperdício, assim, ações como o fluxo de materiais, o movimento e a espera do seu processo são retiradas.

Modelo de processos de Construção Enxuta (Lean Construction) mostrado em esquema
Modelo de Construção Enxuta

Dificuldades e cuidados na implementação do Lean Construction

Muitas vezes incorpora-se a ideia que a implementação do Lean está ancorada na interpretação dos conceitos ou na compreensão das ferramentas, porém o ponto chave é o que ele representa: uma grande mudança de paradigma.

Outro ponto a ser analisado é o abandono antecipado da utilização do conceito, uma vez que muitas construtoras deixam de usar a metodologia quando atingem resultados temporários ou parciais.

Ao invés disso, o caminho a ser seguido é destinar a sua atenção, a interpretação detalhada dos conceitos e princípios que podem fornecer dados sobre o seu funcionamento, dando indícios de quais são as ferramentas do Lean que fazem sentido para a realidade do canteiro de obra que você está trabalhando. Ou seja, para aplicar o Lean é preciso ter conhecimento do processo para que seja possível interpretar os resultados corretamente.

Sistema de Gestão Lean será aplicado de acordo com as metodologias, cultura e estruturas organizacionais da empresa, porém, mesmo com a utilização de diferentes ferramentas o objetivo final pode ser alcançado da mesma maneira.

Princípios Lean Construction

1-Princípio do valor aplicado à construção civil

Para seguir esse princípio, neste caso, é importante ficar atento às mudanças do mercado imobiliário para entender os interesses do consumidor final. Atualmente tem algumas características em um imóvel que agrada esse cliente que possui hábitos urbanos tão específicos do nosso tempo. Ou seja, é preciso perceber e estudar o que está na moda mesmo.  A própria ideia de luxo, hoje está associada ao minimalismo, mas nem sempre foi assim.

Também é necessário entender o que agrega valor no processo produtivo do seu cliente interno.  

Neste tópico pode ser incluído até mesmo a otimização das atividades administrativas e controladoria, reduzindo os custos da sua execução

2- Princípio do fluxo de valor na Construção Civil

Para mapear todos os processos e entender o fluxo de valor na construção civil, um passo necessário para os gestores é que eles possam ir até o chão de fábrica. Essa é uma maneira eficiente de compreender as atividades que geram maior impacto no processo produtivo, além de facilitar a identificação dos desperdícios. Sendo assim, a visão de todo o processo produtivo e dos fluxos, permite entender as melhorias que precisam ser feitas nos processos individuais.

3- Princípio do fluxo contínuo na Indústria da Construção

Na Construção Civil, um dos pontos referentes a esse princípio é o cuidado com o Takt Time (ritmo de produção). Ou seja, essa terminologia do Lean deve fazer parte de todas as atividades de produção, podendo garantir um ritmo de produção alinhado às necessidades do cliente final.

Mas qual ferramenta utilizar para garantir o cumprimento dessa etapa?

A utilização da Linha de Balanço é uma das melhores opções para o planejamento de obra. Porque ela permite visualizar um eixo vertical, onde encontra-se as unidades a serem produzidas (ou lotes de produção), e um eixo horizontal que possui uma escala de tempo.

4- Princípio da produção puxada na Construção Civil

Na realidade da construção é necessário ter uma atenção ainda mais especial na implementação desse princípio, que preza por “produzir somente o necessário quando necessário”. Uma vez que é bem  complicado trabalhar com estoque próximo de zero, quando existe uma grande variedade de fornecedores, que mudam a cada obra, e possuem canteiros móveis.

No entanto, com um planejamento bem realizado você pode estabelecer um estoque mínimo, reduzindo os riscos de acontecer uma quebra do fluxo contínuo devido a ausência de materiais na obra.

5- Princípio da perfeição na Indústria da Construção Civil 

Para alcançar a perfeição quando o enfoque é a indústria da construção e a implantação no canteiro de obra, a prioridade é o combate aos desperdícios. Uma forma de alcançar esse feito é incluir os operários nas metas de evolução do processo produtivo, essa é uma forma deles enxergarem o desperdício.

Benefícios da Lean Construction

Em resumo, ao longo do texto é perceptível que a implementação desse método traz muitas vantagens para uma empresa de Construção Civil:

  • Contribui para melhora da comunicação e colaboração entre as áreas, inclusive com a utilização de ferramentas como o BIM.
  • Facilita a diminuição do desperdício e a redução de custos, podendo aumentar o retorno sobre o investimento (ROI).
  • Acelera os processos, permitindo que as entregas sejam feitas dentro do prazo.
  • Ajuda na previsibilidade do projeto, contribuindo para uma melhoria contínua baseada em dados.

Se você gostou desse conteúdo, nos siga no instagram (@tcpsistema) e assine a nossa newsletter para acompanhar outros assuntos relacionados à Indústria da Construção. 

Deixe um comentário