fbpx

Planejamento em linha de balanço: quais os principais benefícios?

Planejamento em linha de balanço: quais os principais benefícios?

Precisa de uma técnica de planejamento e controle de prazo eficiente? A Linha de Balanço ajuda a organizar e planejar os locais de obra no tempo, permitindo uma visão ampla e simples do que está sendo executado e do que ainda será feito.

Essa técnica é muito utilizada na construção civil, especialmente em obras que possuem padrão de repetição.

Sendo assim, para entender os benefícios da elaboração de uma linha de balanço, capaz de garantir o sucesso da execução do seu empreendimento, acompanhe esse conteúdo até o final.

Neste texto você irá conferir os seguintes tópicos:

O que é linha de balanço?

O processo de controle de planejamento, conhecido como Linha de Balanço, foi criado na década de 1940 pelo Goodyear.

Com princípios similares ao do Lean Construction, uma vez que apresenta aspectos de uma construção enxuta e padronizada, a proposta dessa técnica de planejamento e controle de prazo, é oferecer informações que devem ser utilizadas com o intuito de melhorar a produtividade e ainda possibilitar que as tarefas no canteiro obra sejam executadas com qualidade. Assim, o engenheiro consegue ter uma visão melhor do processo de execução.

A relação estabelecida de forma gráfica no balanceamento em linha é construída a partir de dois eixos.

Enquanto no eixo “y” estão os locais de obra, ou seja, os pavimentos, casas, lotes e trechos, no eixo “x” segue o calendário de obras.

Gráfico planejamento em Linha de balanço

Dessa maneira, as atividades e serviços realizados ficam na junção dos eixos, o que forma um gráfico com inúmeras retas. Porém, além disso, o planejamento também pode ser detectado, especificamente, em um agrupamento de blocos capaz de determinar o tempo de duração de cada atividade, de acordo com a sua espessura.

A Linha de Balanço opera de maneira diferente de um simples diagrama de barras, uma vez que mostra o fluxo de produção através dos lotes de produção. Isso possibilita a percepção de possíveis choques entre as atividades programadas ao longo do tempo.

Se o gestor entende sobre o funcionamento desse recurso e quais são os benefícios que ele é capaz de oferecer, as chances de conseguir um resultado final positivo são muito maiores.

Os benefícios do planejamento em linha de balanço

O processo de acompanhamento bem estruturado é parte essencial de qualquer obra, certo?!

Sendo assim, uma forma de conseguir esse feito é adotando o planejamento em linha de balanço, já que esse método oferece diversos benefícios:

  • Permite a visualização do fluxo de trabalho do projeto, facilitando o planejamento da continuidade das atividades;
  • Possibilita entender a forma como está acontecendo o aproveitamento das equipes e os ritmos de produção das atividades, além de possíveis choques.
  • Oportuniza a troca de informações entre os gestores da obra e a mão de obra do canteiro;
  • Possibilita a visualização total dos serviços e evidencia as interferências;
  • Permite identificar quais unidades foram concluídas.

Além disso, esse do modo de planejamento propicia fazer correções para evitar problemas no cronograma, uma vez que possibilita identificar as falhas de forma clara. Assim, acaba gerando estabilidade na aplicação dos recursos, nivelando e balanceando a produção.

O balanceamento acontece quando há um deslocamento de uma reta. Ou seja, a partir do movimento da reta, seja para frente, ou para trás na linha do tempo, evitando assim, que ocorram interrupções.

Essa técnica serve de auxílio para ordenar as atividades, sobretudo em serviços em que existe uma relação de dependência, como é o caso das ações características da construção civil.

A importância da linha de balanço na Construção Civil

A construção Civil é um ramo repleto de ações complexas, uma vez que mistura diferentes tipos de mão de obra, inúmeros materiais e os mais diversos serviços e fornecedores.

Para corroborar as ações executadas é importante estabelecer estratégicas bem consolidadas. A técnica de planejamento em Linha de Balanço é um método que valoriza a otimização da produção da obra, a partir da visualização rápida e simples das informações que são importantes no gerenciamento, e também na execução do seu empreendimento.

Seja em obras de edificações e rodovias, em construção de casas projetadas para serem iguais, como em projetos do governo, ou em pavimentos de edifícios, a repetição é uma ação constante na indústria da construção.

Muitas vezes a repetição acontece em cada trecho de um trajeto, e quando você utiliza esse método, torna-se muito mais fácil compreender o que precisa ser feito em cada etapa e em cada lugar da obra. Quanto maior é o padrão de repetição mais eficaz torna-se esse método.

Gráfico colorido mostrando como funciona o planejamento em linha de balanço

 

As linhas de balanço indicam o ritmo de cada atividade, em qual ordem devem ser executadas, o que cada equipe faz em um período específico tempo, além de outras questões que ajudam na gestão da obra. Tudo a partir da inclinação da reta de cada serviço.

Sendo assim, aumenta a possibilidade de as decisões serem mais assertivas no âmbito do entendimento da necessidade de recursos, incluindo aqui material, financeiro e mão de obra, o que pode colaborar na gestão estratégica realizada.

O ideal é inserir informações que facilitem a noção das demandas que precisam ser executadas em um período específico de tempo. Assim, o método facilita a percepção e amplia a participação de todos que estão envolvidos na obra.

Ou seja, as equipes conseguem enxergar o cronograma de forma clara, percebendo o ritmo e também as necessidades que advêm de cada serviço. Isso favorece um trabalho fluido sem (ou com menos) atrasos e desperdícios.

Fundamentos básicos do método de planejamento balanceado

  1. Ritmo: encontre o ritmo adequado para uma equipe especializada fazer a entrega de uma unidade base (que pode ser o pavimento de um edifício, por exemplo).
  2. Fluxo contínuo: As atividades devem manter um fluxo de produção, evitando interrupções e desperdícios. Ou seja, a partir do momento que se estabelece um ritmo é preciso mantê-lo para ter controle dos fluxos das atividades.
  3. Repetições em série: Quanto mais se repete um serviço melhor se torna a sua ação prática, o que favorece o ganho de produtividade de profissionais e equipes. Essa ideia é característica do fordismo.

Como elaborar a linha de balanço do projeto?

  • Cada cor representa uma atividade a ser realizada;
  • O eixo vertical(y) representa o local em que cada atividade está acontecendo
  • O eixo horizontal(x) representa o tempo, que pode ser meses, semanas, dias ou o que faz mais sentido para um projeto em específico;
  • A1 = equipe 1 especializada em infraestrutura;
  • A2 = equipe 2;
  • B1 = equipe 1 especializada em alvenaria;
  • B2 = equipe 2 (e assim por diante).

Para montar uma boa linha de balanço é importante seguir algumas regras:

  1. Estabelecer quais são as atividades repetitivas;
  2. Definir a quantidade de atividades contínuas;
  3. Saber a mão-de-obra necessária para realizar um trabalho em um certo tempo;
  4. Entender o tempo de duração de cada atividade;
  5. Estabelece o funcionamento da montagem e sequenciamento das atividades;
  6. Definir o número de equipes necessário e a estratégia de execução;
  7. Determinar ritmos de execução, a partir do reconhecimento da duração total da obra (DT), da duração da unidade base (DU) e do número de unidades base (U).
    RITMO = DT – DU/ N-1

Ferramentas essenciais

Agora que você já sabe o que é e como aplicar o método de “Linha de Balanço”, é preciso entender e escolher qual é a forma de fazer isso.

É muito comum a utilização da planilha do Excel para planejar os cronogramas e tarefas em uma obra. No entanto, nem sempre essa é uma boa alternativa pois acaba gerando retrabalhos.

Uma opção interessante e eficaz é o Agilian – Aplicativo de Gestão Integrada Lean. Esse aplicativo foi o primeiro a apresentar o conceito de canteiro digital para a construção civil.

Uma moldura que funciona nessa ferramenta é o “Agilean Planner”, um software direcionado para o planejamento em linha de balanço, que possibilita ao gestor a visualização do fluxo e logística de produção de uma obra, assim como a elaboração de cronogramas e pacotes de trabalho.

Enfim, o uso de ferramentas intuitivas e eficazes contribuem para uma organização prática e rápida, em certa medida, do planejamento em linha de balanço. O que contribui para melhorar a produtividade e reduzir falhas, atrasos e desperdícios

.