fbpx

Tendências em CRM: a evolução do software de relacionamento com o cliente

Acompanhar e gerenciar a jornada do cliente é uma das atividades mais importantes para o sucesso de uma empresa. O CRM surge para inovar e colaborar nesse sentido, facilitando esses processos. Mas para manter a relevância, novas tendências em CRM surgem para atualizar esse sistema.

Esse não é um modelo novo como parece. A verdade é que nos últimos anos surgiram muitas inovações que tornaram o Sistema de Relacionamento com o Cliente ainda mais importante em vários mercados. É justamente a reinvenção dos processos que mostra a força desse software.

Ou seja, cada vez mais o sistema melhora os seus processos, interferindo nas formas de vender e criar estratégias de marketing. No mercado imobiliário isso não é diferente, já que o CRM facilita bastante a vida dos corretores, por exemplo.

Os benefícios do software e as novas tendências em CRM
Experiência do cliente como foco: mais do que uma das tendências em CRM
Machine Learning na automação de tarefas
Integrações de muita qualidade
Foco nos dados e no conhecimento do cliente como um todo
Low code: uma nova tendência CRM
Adequação à nova LGPD
Tarefa ainda mais personalizadas

Os benefícios do software e as novas tendências em CRM

Já falamos sobre o que é e quais são os principais benefícios de uma ferramenta CRM aqui. No texto, destacamos que a plataforma ajuda a melhorar a venda e a captar mais clientes para o seu negócio. Além de outros tópicos importantes.

Porém, as inovações no setor são muitas. Por isso, podemos dizer que a plataforma é muito mais do que uma ferramenta para controlar Leads. As novas tendências CRM mostram que o software deve oferecer uma gestão da jornada comercial mais completa.

Sendo assim, essas tendências auxiliam em todas as etapas do processo. Começa na pré-venda, antes que ocorra a prospecção, e contribui em todo o processo até no pós-venda.

O CRM de qualidade também auxilia no gerenciamento de processos e equipes e fortalece todo o ecossistema, que é composto pelo conjunto de interações capazes de criar ótimas soluções.

Com um ano e meio de pandemia, é impossível não incluir e considerar esse caos no mundo como uma variável importante na equação. Uma vez que os meios digitais se firmaram de vez na relação entre cliente e empresa, assim como entre os colaboradores da empresa.

Dessa forma, as tendências que veremos a seguir tem relação com o customer experience, ou seja, a experiência com o cliente. Além disso, os elementos digitais ganharam ainda mais destaque nos últimos anos.

Sendo assim, os chatbots e assistente virtuais, são elementos que ganham mais relevância quando utilizados de maneira inteligente. Isso mostra que a relação entre digital e humano é uma das tendências CRM que se consagra.

Experiência do cliente como foco: mais do que uma das tendências em CRM

O consumidor 4.0 demanda um cuidado muito especial que envolve toda a sua jornada comercial. Na atualidade para conquistar o lead é importante apostar na experiência do cliente.

Isso inclui focar no seu bem estar e o colocar no lugar de protagonista neste processo. Por isso, o Customer Experience, também conhecido como CX, é uma metodologia certeira, capaz de agregar valor à experiência do cliente com a sua marca.

Muitos líderes de TI têm dado a devida atenção a esse tópico. Sendo assim, as tecnologias estão sendo utilizadas no CRM também para priorizar uma experiência que seja agradável aos clientes.

Dessa maneira, os projetos de CX dividem 50% para focar em tecnologia e outros 50% são destinados ao desenvolvimento de estratégias que envolvem a emoção do cliente. Isso inclui tanto as percepções quanto os valores qualitativos.

Assim, a experiência do cliente demanda uma visão ampla dos executivos de TI quanto aos seus stakeholders. Ou seja, eles precisam considerar os departamentos de marketing, vendas, atendimento e sucesso do cliente. Tudo funcionando integrado em um CRM

Portanto, busque manter os recursos do CRM seguindo esse padrão com características de visão mais ampla. Isso tende a influenciar na forma como o cliente percebe o produto a partir de sua experiência. Assim, uma boa experiência se reverte em mais oportunidades.

Machine Learning na automação de tarefas

Machine Learning não é nada mais do que o aprendizado de máquina, traduzindo para o português. Ou seja, está diretamente ligado às possibilidades de aprendizado de máquinas e programas.

Esse é mais um passo na evolução da Inteligência Artificial (IA). Afinal, cada vez mais as máquinas estão reproduzindo parte da nossa capacidade de reter informações.

O mercado imobiliário não tem ficado para trás no uso da ferramenta. Porém, aplicar o Machine Learning aos dados do CRM não é um processo simples para as organizações.

Para conseguir usar o método é importante ter pessoas com experiência na equipe, nos desenvolvedores e ainda muita motivação para colocar em prática essa solução.

Integrações de muita qualidade

A possibilidade de oferecer soluções a partir da junção de duas ou mais ferramentas tecnológicas é uma das principais vantagens do uso de um CRM. No mercado imobiliário esse é um dos métodos utilizados para que o cliente receba uma proposta nova e completa.

Dessa forma, o CRM qualificado geralmente pode estar integrado a muitas plataformas.

  • Ferramentas de automação de Marketing;
  • Software de ERP;
  • Apps de Mensagem Instantânea;
  • Plataformas de chatbots que auxiliam na captação de leads;
  • Portais imobiliários das mais diversas categorias.

Sendo assim, as empresas conseguem ter um sistema CRM amplo que engloba as áreas de vendas, marketing, operações e atendimento ao cliente.

Foco nos dados e no conhecimento do cliente como um todo

Essa é uma das características que ajudam a definir o que é um CRM, não é mesmo?! Mas isso pode ser aplicado de diferentes maneiras.

Atualmente as empresas buscam inclusive evitar a rotatividade de funcionários de vendas para evitar a perda de dados.

Além disso, outras ações que tangem em mudanças de cultura da empresa, têm sido feitas focando em práticas de “higiene de dados”. Sendo assim, dados off-line, por exemplo, não podem ser mais uma prática aceitável. Já que isso pode dificultar a armazenagem de dados.

Low code: uma nova tendência em CRM

O Low code é uma tendência que oferece simplicidade em bom custo-benefício a uma plataforma de gestão comercial.

Como é descrito no blog do Construtor de Vendas essa plataforma de desenvolvimento de software é visual e intuitiva. Por isso, a sua principal vantagem é a redução do uso do código escrito. Mas é importante ressaltar que ela demanda um profissional de programação que seja qualificado para sua criação.

Adequação à nova LGPD

Esse é um ponto muito importante que pode ser considerado uma tendência CRM que colabora para segurança e ética profissional dentro do mercado.

A Lei Geral de Proteção de Dados, que está em vigência desde agosto de 2020, tem como responsabilidade a regulamentação do uso e armazenamento de informações pessoais para empresas e organizações.

Sendo assim, como o CRM lida com esses dados sensíveis e pessoais, a adequação à lei é uma prática essencial neste processo.

Tarefa ainda mais personalizadas

Quanto mais opções de personalização um CRM possui, maior é a chance de alcançar resultados positivos na relação com o cliente.

Algumas soluções de personalização são: Etapa de Funil de Vendas corporativo; Fluxo de trabalho de reserva, atendimento, leads e outros; Metas e objetivos empresariais gerenciados e comunicações com diferentes leads.

São muitas tendências que surgem constantemente, não é mesmo!? Gostou de alguma e quer implementar em sua empresa?

O Construtor de Vendas é um CRM que pode te ajudar a trabalhar com essas tendências no mercado imobiliário. Entre em contato conosco aqui e conheça mais.

Deixe um comentário